Pesquisar este blog

codigos blog

assine o feed

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Seguidores e seguidos!

29 março 2012

Criei uns pic badges para quem quiser usar na foto do perfil

É SÓ BAIXAR NO PC E MONTAR COLOCANDO NA FOTO POR UM FOTSHOP
EU USO PHOTOSCAPE ACHO MAIS PRÁTICO







Tags do dia Mundial do autismo compartilhem






28 março 2012

DIA 2 DE ABRIL DIA MUNDIAL DO AUTISMO!


Todo 2 de abril comemora-se o Dia Mundial da Conscientização do Autismo, data decretada pela ONU (Organização das Nações Unidas), desde 2008, pedindo mais atenção ao transtorno do espectro autista (nome "oficial" do autismo), cuja incidência em crianças é mais comum e maior do que a soma dos casos de AIDS, câncer e diabetes juntos. No Brasil estima-se que tenhamos 2 milhões de autistas, mais da metada ainda sem diagnóstico.


O Brasil fez o maior evento de sua história para a data no ano passado (2011) em todos os Estados. E agora, em 2012, repete-se com ainda mais força, monumentos serão iluminados de azul na data, como o Cristo Redentor (no Rio de Janeiro), a Ponte Estaiada, o Viaduto do Chá, o Monumento à Bandeira, a Fiesp e a Assembleia Legislativa (em São Paulo), a torre da Unisa do Gasômetro (em Porto Alegre), o prédio do Ministério da Saúde (em Brasília) e muitos outros locais (veja a lista completa em http://RevistaAutismo.com.br/DiaMundial. No mundo estarão iluminados também vários cartões-postais, como o Empire State Building (nos Estados Unidos), a CN Tower (no Canadá) entre outros — é o movimento mundial chamado "Light It Up Blue", iniciado pelos estadunidenses. O azul foi definido como a cor símbolo do autismo, porque a síndrome é mais comum nos meninos — na proporção de quatro meninos para cada menina. A ideia é iluminar pontos importantes do planeta na cor azul para chamar a atenção da sociedade, poder falar sobre autismo e levantar a discussão a respeito dessa complexa síndrome. O logo brasileiro do "Dia A", adaptado pelo publicitário Martim Fanucchi sobre a arte do logo oficial, assim como o cartaz e o vídeo da campanha estão disponíveis no site RevistaAutismo.com.br/DiaMundial, página oficial do evento no Brasil. Martim é editor de Arte da única revista a respeito dessa síndrome na América Latina, a Revista Autismo, uma publicação gratuita, sem fins lucrativos, feita por pais de autistas, que pode ser acessada íntegralmente no site citado, sem restrições



À ESPERA DOS DEPUTADOS FEDERAIS


Muitos podem pensar que autismo é algo raro, porém, os números aceitos pela comunidade internacional são de um autista para cada 110, estatística do CDC (Center of Deseases Control and Prevention), órgão do governo dos Estados Unidos. Números alarmantes, que deveriam colocar o autismo entre as prioridades nas políticas de saúde pública.


Em junho de 2011, o Senado aprovou um projeto de lei que garantirá direitos e atendimento aos autistas do Brasil — que atualmente não contam com tratamento pela rede pública de saúde.  Para ir à sanção da presidente Dilma e virar lei, o projeto precisa ainda ser aprovado pela Câmara Federal, mas está parado sem entrar na pauta dos deputados há mais de oito meses. Muitos pais perguntam: "Até quando?" — o andamento do projeto pode ser acompanhado online em http://LeiFederal.RevistaAutismo.com.br com informações do site da Câmara. O autismo não é considerado uma deficiência física nem mental, portanto não se encaixa na maioria dos direitos já conquistados pelas pessoas com deficiências no país. No início deste ano, no Rio de Janeiro (RJ) e em Belo Horizonte (MG) pais se mobilizaram para derrubar vetos do Executivo a leis que beneficiam os autistas.


Outro episódio de destaque em 2011, foi o lançamento no Brasil do primeiro videoclipe a respeito de autismo, com a música "Até o Fim", da cantora Fantine Thó (ex-integrante do grupo Rouge), dirigido pelo cineasta Marco Rodrigues — o clipe pode ser visto online no Youtube e na MTV Brasil.


VÁRIOS NÍVEIS NO ESPECTRO

Um dos únicos consensos entre a comunidade médica em todo o mundo é de que quanto antes o diagnóstico for feito e o tratamento iniciado, melhor será a qualidade de vida da pessoa com autismo. A fim de auxiliar a descoberta precoce e para que a sociedade comece a conhecer os sutis sinais do autismo em bebês e crianças cada vez mais cedo, a editora M.Books está lançando o livro "Autismo — Não espere, aja logo!" (132 páginas, R$ 39), sem linguagem técnica, de leigo para leigo, do jornalista Paiva Junior, pai de um garoto que está no espectro do autismo e editor-chefe da Revista Autismo. O livro, que tem prefácio do neuropediatra José Salomão Schwartzman e contra-capa com texto do neurocientista Alysson Muotri, da Universidade da Califórnia (EUA), poderá ser encontrado no site do autor (PaivaJunior.com.br) a partir de abril, o mês do autismo.


Para muitos, o autismo remete à imagem dos casos mais graves, porém há vários níveis dentro do espectro autista. Nos limites dessa variação, há desde casos com sérios comprometimentos do cérebro, até raros casos com diversas habilidades mentais, como a Síndrome de Asperger (um tipo leve de autismo) – atribuída inclusive aos gênios Leonardo Da Vinci, Michelângelo, Mozart e Einstein. Mas é preciso desfazer o mito de que todo autista tem “superpoderes”. Os casos de genialidade são raríssimos.
A medicina e a ciência, de um modo geral, sabem muito pouco sobre o autismo, descrito pela primeira vez em 1943 e somente 1993 incluído na Classificação Internacional de Doenças (CID 10) da Organização Mundial de Saúde como um Transtorno do Desenvolvimento, que afeta a comunicação, a socialização e o comportamento.


Outro mito é o de que o autista vive em seu próprio mundo. Não. Ele vive em nosso mundo. Muitos autistas, porém, têm dificuldade em interagir e se comunicar, por isso não estabelecem uma conversa, ou mantêm uma brincadeira, e tendem a isolar-se — não porque querem, mas por não conseguirem. Ao pensar que o autista não tem um mundo próprio, teremos mais chances de incluí-lo em "nosso mundo" com o respeito que merecem, pois preconceito se combate com informação. Para contribuir, procure saber mais sobre o autismo e ajude a divulgar o 2 de abril.
FONTE: REVISTA AUTISMO

14 março 2012

Nova técnica para tratar síndrome de Asperger


Uma técnica inovadora para o treino de crianças com Asperger, aplicada na Fundação Renascer em Lisboa, aposta em ajudas visuais, como, por exemplo, cores, para representar sentimentos. O método consiste em treinar "a capacidade de nos pormos no lugar dos outros" e visa ensinar a estas crianças aquilo que para a maior parte das pessoas surge naturalmente


Há um ano, David era uma criança diferente: incapaz de começar e manter uma conversa com os colegas, sentia-se isolado e triste. Nos últimos meses "começou a dar pequenos passos em direcção ao mundo", explica a mãe. Para Paula da Silva, o progresso deve-se a uma nova técnica para o treino de crianças com Asperger, aplicada na Fundação Renascer em Lisboa.
David sempre teve tendência a isolar-se e dificuldade em comunicar com as outras crianças, conta Paula. Mas só quando tinha sete lhe foi diagnosticada síndrome de Asperger, uma perturbação do desenvolvimento da "família" do autismo, marcada pelas dificuldades de comunicação e interacção com os outros. A notícia, chocante porque se trata de uma doença sem cura, foi também um alívio para Paula, porque finalmente percebeu o que se passava com o filho.
Mas até ao ano passado, e apesar de ser acompanhado por uma psicóloga, David fazia poucos progressos. Foi por isso que Paula procurou ajuda na Fundação Renascer, onde um grupo de terapeutas começou a aplicar uma nova técnica, conhecida como "pensamento social". Este método, desenvolvido pela norte-americana Michelle Winner, que esteve recen- temente em Portugal a convite da Fundação, consiste em treinar "a capacidade de nos pormos no lugar dos outros", explicou a terapeuta ao DN. Usando várias técnicas, e apostando em ajudas visuais (cores para representar sentimentos, por exemplo), a terapeuta tenta ensinar a estas crianças aquilo que para a maior parte das pessoas surge naturalmente.
Isto porque uma das principais dificuldades destes doentes é compreender o que os outros percebem instintivamente: as diferenças no tom de voz, nas expressões faciais, a ironia. Assim, apesar de muitas vezes serem brilhantes a vários níveis, são também socialmente desastrados. David, por exemplo, como gosta muito de futebol, tinha tendência a soterrar as outras pessoas com informação sobre transferências, parecendo não dar importância ao facto do seu interlocutor estar aborrecido. Porque não percebia.
Nas sessões de "pensamento social", com Rita Alambre dos Santos, que também é directora da Fundação, tem aprendido a abordar os outros, a perceber o que é socialmente adequado e como exprimir a sua frustração. Muitas vezes abordando as dificuldades que surgem no dia-a-dia. O método "pensamento social" tem tido bons resultados com crianças e adultos com Asperger, embora também seja aplicada a outras pessoas com problemas de comunicação. No entanto é fundamental que os doentes dominem a linguagem.
fonte:http://www.dn.pt/inicio/ciencia/interior.aspx?content_id=1343215&seccao=Sa%FAde

Menina de Seia que sofre de autismo severo surpreende pais e professores



Uma menina de Seia que sofre de autismo severo está a surpreender os pais e os professores. Aprendeu a ler e a escrever e revela capacidades inatas para tocar e cantar. É o resultado de um projeto de educação especial no interior do país.
fonte:http://sicnoticias.sapo.pt/1392992

13 março 2012

Revista Autismo - Dia Mundial de Conscientização do Autismo 2012

Vejam alguns eventos já confirmados para o Dia Mundial de Conscientização do Autismo de 2012 (2/abril).

Acesse também o material que já temos para que você se una a nós e, todos, façamos um Dia Mundial do Autismo ainda maior que o de 2011 (veja como foi).

Já confirmada oficialmente a iluminação do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, pela Autismo & Realidade e Adefa.

Em São Paulo, pela Autismo & Realidade, estarão iluminados: Ponte Estaiada, Monumento às Bandeiras, Arco do Anhangabaú/Viaduto do Chá e este ano acrescentam-se Assembleia Legislativa Estadual  e a  FIESP. Além da corrida e caminhada em prol do autismo, na manhá de 1/abril.

Confirmado também o 3° Seminário Paulista sobre o Transtorno do Espectro do Autismo, nos dias 30 e 31/março, na Universidade Presbiteriana Mackenzie, entrada gratuita (contato para mais informações:  mpa@movimentoproautista.com.br ) - Organização e realização: Defensoria Pública do Estado de São Paulo e Movimento Pró-Autista

Outros eventos em Atibaia (SP), Porto Alegre (RS) e virão muitos mais ainda...

Acesse e CURTA a página do evento no Facebook: http://facebook.com/DiaMUNDIALdoAUTISMO



Eventos programados para 2012 no BRASIL

Em seguida, eventos de PORTUGAL. Demais eventos ao redor do mundo podem ser acessados no site WAAD

AM - MANAUS

* (Eventos prestes a serem confirmados)

GO - ANÁPOLIS

* Estarão iluminados de azul o Monumento Centenário, a prefeitura, Caça Mirrage na praça Americano do Brasil, pontos da Praça Ipiranga e a Igreja de Santana, dia 2/abril.

RJ - RIO DE JANEIRO
Cristo Redentor (Rio) está iluminado de azul para o Dia Mundial do Autismo
* Cristo Redentor estará iluminado de azul no dia 2/abril, tendo uma celebração simbólica do dia 2/abril, segunda-feira - Organização: Adefa (RJ) e Autismo & Realidade

* Estará iluminado de azul também o prédio da OAB/RJ, dia 2/abril

* I Jornalda Científica Mundo Azul: compartilhando atualizades e experiências sobre autismo, dia 31/março, no teatro do CEC - realização: blog Mundo Azul (folder)



volta-redondaRJ - VOLTA REDONDA

* Estarão iluminados de azul a Prefeitura, a Secretaria Munic. de Educação, a Sec. Mun. de SaúdeSec. Mun. de Ação Comunitária, Câmara, a Escola E. Profª Dayse Mansur (para crianças autistas), o Sítio-Escola SEMEIA (para adolescentes e adultos autistas), o CAPS II Belvedere, o Chafariz da Rodoviária, o Chafariz da Praça Brasil, a Torre do Moinho no Aterrado e o UFF Campus Aterrado, de 28/março a 4/abril - Organização: Apadem
* Será realizada a 3ª Semana de Conscientização do Autismo de Volta Redonda, de 28/março a 4/abril - Realização:Apadem

RS-usinagasometro

RS - PORTO ALEGRE

* Estarão iluinados de azul a chaminé da Usina do Gasômetro e o Monumento do Laçador, na semana de 2/abril - Realização: Autismo e Vida

* Concerto da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, dia 3/abril - Realização: Autismo e Vida

Tarde de Estudos, dia 31/março: AMA-RS

* Concentração no Parque da Redenção, dia 1/abril, a partir das 15h00, com a distribuição de panfletos informativos e uma caminhada em seguida - Realização: AMA-RS


SP - SÃO PAULO
ponte-estaiada-sp* Ponte Estaiada, Monumento às Bandeiras, Arco do Anhangabaú/Viaduto do Chá, Assembleia Legislativa Estadual e FIESP estarão iluminados de azul na semana de 1 e 2/abril - Organização: Autismo & Realidade
 

* Caminhada em prol do Autismo no domingo 1/abril, às 8h00, partindo da Ponte Estaiada (gratuito, quem puder faz uma doação espontânea) - Organização e realização: Autismo & Realidade

* Acontece o 3° Seminário Paulista sobre o Transtorno do Espectro do Autismo, nos dias 30 e 31/março, na Universidade Presbiteriana Mackenzie, entrada gratuita (contato: mpa@movimentoproautista.com.br ) - Organização e realização: Defensoria Pública do Estado de São Paulo e Movimento Pró-Autista

* Lançamento da terceira edição da Revista Autismo em evento no Parque do Trote (Vila Guilherme), com atendimento odontológico com triagem e encaminhamento gratuiro para autistas, brinquedos infláveis, palhaços e passeio a cavaldo, dia 31/março, de 8h00 a 12h00 - Realização: Instituto Lumi e Revista Autismo

Campanha Nacional pela Assistência e pelos Direitos da Pessoa com Autismo, 6 e 7/abril, no auditório do Hospital Cruz Azul - Realização: AMA-SP - Apoio: Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, SNPDP

SP - ATIBAIA
* Estarão iluminados de azul: o Hospital Novo Atibaia (HNA), a clínica AMHA Odonto, o Fórum de Justiça, o prédio da Viação Atibaia SP, a Rádio Mix FM, nos dias 1 e 2/abril - Organização: grupo aMAIS, da ONG Cosnciência Solidária

* No auditório do Hospital Novo Atibaia, haverá o evento de lançamento da terceira edição da Revista Autismo, e palestra com Paiva Junior sobre o "Dia Mundial de Conscientização do Autismo", dia 30/março, 19h45 - Realização: grupo aMAIS, da ONG Cosnciência Solidária


    SP - SOROCABA

    * Será realizado o 1º Encontro do Autismo , dentro do 1º Simpósio de Estudos sobre a Inclusão da Pessoa com Deficiência -  Realização: AMAS, Câmara Municipal e a UNIESP

    Em breve, muito mais informação aqui nesta página.





    OUTROS PAÍSES - Demais eventos ao redor do MUNDO podem ser acessados no site WAAD (World Autism Awareness Day)

    ptPORTUGAL


    Braga, PortugalBRAGA - BRAGA

    * Tertúlia subordinada ao tema: “Autismo: Abordagens e Metodologias” e divulgação do “Manual de Acolhimento a Pais e outros cuidadores de crianças com diagnóstico ou suspeita de PEA”, 31/março, 10h00 - Realização: AIA

    * Caminhada Solidária organizada pela SchoolEventos e apoiada pelo Pingo Doce e Autarquia de Braga, 1/abril

    * Serão iluminadas de azul a Fonte Luminosa e a Arcada, em 2/abril - Apoio: Autarquia Bracarense


    PORTO - PENAFIEL

    * No Largo do Conde Torres Novas, Caminhada Pelo Autismo, Playlife e Animasport (8h30) e Entrega do Prémio "Amantes de Saturno" (19h00), com Jantar/Convívio, dia 1/abril - Organização: Eduardo Pizarro/Carla Fernandes "Os Amantes de Saturno"


    PORTO - PORTO

    * Caminhada e distribuição de panfletos, partida às 10h30, em frente ao Edifício Transparente no Porto, 1/abril - Realização: APEE Autismo


    LEIRIA - CALDAS DA RAINHA (Foz do Arelho)

    * Caminho Azul, a pé, de bicicleta, de trotinete, acessível a todos... a única condição uma peça de roupa Azul, dia 1/abril, 10h30 a 12h30 - Organização: Maria Viana


    SETÚBAL - ALMADA

    * Encontro e apresentação dos resultados preliminares do estudo “As crianças e jovens com P.E.A. no Distrito de Setúbal, uma abordagem pelos direitos humanos e qualidade de vida”, 31/março, 15h00 - Realização: APPDA Setúbal

    MAIS INFORMAÇÕES SOBRE OS EVENTOS EM PORTUGAL, ESTÃO NO BLOG AUTISMO EM PORTUGAL



    Cartaz do Dia Mundial do Autismo no BrasilMATERIAL PARA DIVULGAÇÃO
    (em atualização nos próximos dias)



      Dia A - Dia Mundial de Conscientização do Autismo.
      • Sugestão de frase para confecção de faixas e camisetas:
        Mais informação, menos preconceito.Dia Mundial de Conscientização do Autismo - 2/abrilSaiba mais sobre autismo na RevistaAutismo.com.br
        .
      • RÁDIO: Vinheta do Minuto da Inclusão, veiculado em mais de 200 rádios do país. Permitido publicar (na internet e em rádios tradicionais) sem autorização prévia. ArquivoMP3 em http://minutodainclusao-autismo.4shared.com -- mais vinhetas do Minutos da Inclusão podem ser acessado no site do Instituto MID.
      • Modelo de OFÍCIO para prefeituras - Arquivo DOC
      • Modelo de OFÍCIO para escolas - Arquivo DOC
        Fonte: Revista Autismo

        08 março 2012

        Ama oferece apoio a autistas e familiares


        A Associação Maringaense dos Autistas (AMA) foi instituída em 1992 com a missão de proporcionar à pessoa autista uma vida digna, oferecendo à família instrumentos para convivência no lar e em sociedade. 


        A entidade atende atualmente 62 portadores da síndrome do autismo e similares, de Transtornos Globais do Desenvolvimento (TGD) e outras deficiências associadas, na escola de Educação Especial Leo Kanner. Segundo o presidente da AMA, José Antonio Moscardi, são realizados 76 atendimentos diários, em função dos alunos que permanecem o dia todo no local. Deste total, 15 estudam de manhã; 21 no período da tarde; e 18 permanecem na escola em período integral, sendo estes com idades entre 3 e 27 anos.


        A escola promove a socialização e o atendimento educacional dos portadores da síndrome. "Como a maioria apresenta graves dificuldades de interação, comunicação e uso da imaginação, os trabalhos buscam minimizar estes desvios, desenvolver a atenção e também auxiliar nas mudanças de comportamentos inadequados, abrangendo casos de autismo atípico e autismo associado a outros quatros clínicos", explica Moscardi. Atualmente, a escola também oferece atendimento pedagógico e fonoaudiológico.


        Entre as principais finalidades da AMA, Moscardi destaca a promoção de gestões para localizar, orientar, apoiar e congregar portadores de autismo, esclarecendo os familiares acerca de mecanismos de conveniência e tratamento. "Nosso objetivo é incentivar estudos e pesquisas sobre o autismo, bem como desenvolver programas de amparo, adaptação, reabilitação e integração social, sem distinção de raça, cor, condição social, credo ou tendência política", explica o presidente.


        A AMA também realiza promoções anuais e busca subvenções oficiais do Município, do Estado e da União, além de recursos materiais e financeiros para a viabilização e manutenção de escola de reabilitação. Os recursos também são utilizados nas instalações especiais para atendimento cultural, educacional e esportivo do autista.


        A entidade ainda realiza cursos de capacitação de profissionais para trabalhos específicos com o autista, bem como palestras, seminários e outras promoções de esclarecimento e apoio.


        CONTATO


        Rua Marcelino Venâncio, 30
        Jardim Alto da Boa Vista
        Fone 3265-8921
        Também promove e estimula intercâmbios com entidades congêneres, no Brasil e no exterior, visando à troca de experiências, de material institucional e operacional, palestras, cursos e debates, entre outras atividades.


        Segundo Moscardi, para receber e cuidar de portadores da síndrome, a AMA exige inicialmente um laudo médico do diagnóstico, a partir do qual se definirá o tipo de atendimento que vai ser dispensado ao aluno. "O processo de socialização é lento e gradativo, começando com a adaptação ao ambiente e às pessoas da escola".
        fonte:http://maringa.odiario.com/maringa/noticia/550356/ama-oferece-apoio-a-autistas-e-familiares/

        02 março 2012

        Autismo pode ser detectado no cérebro aos seis meses de idade


        A nova técnica dá a esperança de que os tratamentos para o autismo sejam iniciados mais cedo, antes que os sintomas comportamentais apareçam. [Imagem: Jason Wolff/UNC]


        Diagnóstico do autismo


        As mudanças no desenvolvimento do cérebro que estão por trás do transtorno do espectro do autismo podem ser detectáveis em crianças a partir dos 6 meses de idade.


        Enquanto os comportamentos básicos associados com o chamado autismo - comunicação social prejudicada e comportamentos repetitivos - tendem a ser identificados após o primeiro aniversário da criança, os cientistas encontraram diferenças claras nas vias de comunicação do cérebro aos seis meses de idade em crianças que receberam mais tarde um diagnóstico definitivo de autismo.


        Risco de autismo


        O Dr. Joe Piven e seus colegas da Universidade da Carolina do Norte (EUA) estudaram o cérebro e o desenvolvimento do comportamento de 92 crianças.


        Essas crianças tinham irmãos mais velhos com o espectro do autismo e, portanto, tinham risco elevado de desenvolver a condição.


        "Esses resultados nos dão a esperança de que possamos um dia ser capazes de identificar as crianças com risco de autismo antes que os sintomas comportamentais apareçam," disse a Dra. Geri Dawson, coautora do estudo.


        "O objetivo," acrescenta ela, "é intervir o mais cedo possível para prevenir ou reduzir o aparecimento de sintomas incapacitantes."


        Uma área promissora para o prosseguimento das pesquisas é a identificação de mecanismos genéticos e biológicos específicos por trás das diferenças observadas no desenvolvimento do cérebro entre crianças autistas e não-autistas.


        Massa branca


        Os pesquisadores usaram uma tecnologia de ressonância magnética, chamada imagens de tensores de difusão, para avaliar os cérebros de crianças de 6 meses, 1 ano e 2 anos de idade.


        Isto permitiu criar imagens tridimensionais que mostram alterações ao longo do tempo na "massa branca" de cada criança.


        A massa branca representa a parte do cérebro que é particularmente rica em fibras nervosas que formam as vias principais de informação entre diferentes regiões cerebrais.


        Ela é um marcador cerebral que difere em crianças que passam a ser classificados com autismo.


        Essas diferenças de desenvolvimento podem sugerir um desenvolvimento mais lento da substância branca durante a primeira infância, quando o cérebro está criando e fortalecendo conexões vitais.


        fonte:http://www.diariodasaude.com.br/news.php?article=autismo-detectado-cerebro-seis-meses-idade&id=7457